Como funciona a carteira de Criptomoedas?

Carteira de Criptomoedas, esse é o assunto de hoje. Você sabia que existe uma diversidade de tipos, armazenamentos, bem como inovação dentro desse quesito?
Você que é novo aqui, seja muito bem vindo. E você que já nos acompanha, que bom te ver por aqui novamente! Vem embarcar nesse momento de conhecimento com a gente.

Conhecendo a Carteira de criptomoedas

A carteira de criptomoedas é semelhante a uma conta bancária digital. As criptos precisam ser armazenadas para que não sejam perdidas ou roubadas, assim como o dinheiro normal. Carteiras digitais são armazenadoras de chaves, sendo códigos que permitem pagar e receber criptomoeda s.
A carteira é uma ferramenta que permite o controle e acesso dos seus ativos, e ao realizar ferramentas de criptomoedas, uma operação será registrada no blockchain. Importante frisar que as carteiras são privadas e individuais, somente o proprietário tem acesso através da Chave Privada .

Além da Chave Privada, também existe uma Chave Pública, que gera códigos, ou endereços, para que outros usuários possam transferir criptomoedas para sua carteira. Da mesma maneira, sempre que fores enviar ativos da própria carteira para outro usuário, ele também irá precisar lhe ceder uma chave pública para que tudo ocorra conforme planejado.

Tipos de carteira de criptomoedas

Existem diversos tipos de carteiras. Algumas, você já deve saber, outras provavelmente não sabia, mas a partir de hoje, irá conhecê-los.

1- Software Wallet: São programas que podem ser baixados no smarthphone e no computador ( falarei mais do computador na parte de Hard Wallet ), sistema permite o armazenamento de diversas criptos existentes. Há vantagens porque, caso ocorra algum imprevisto, é possível restaurar a carteira através do backup. Mas, é sempre primordial manter seus aparelhos em atualização, que porte pelo menos um antivírus.

2- Hard Wallet: Dispositivos em formato de pendrive, é considerado uma das mais seguras por ser um sistema offline. Só é conectada quando o dispositivo é colocado no computador, e quando termina de fazer as transferências dos ativos, o dispositivo pode ser desconectado. Apesar de ter um ponto negativo devido ao preço do dispositivo, é uma das melhores opções, caso queira uma segurança maior. Abaixo, citarei 3 dispositivos que podem ser usados:

  • Ledger Nano S: Pequeno, fácil de transportar, possui camadas de segurança e seu valor varia em torno de R $ 389,00 no Shop Ledger á R $ 1.349,00 no Mercado Livre.
  • Trezor: Conta com interface que cobre diversificados tipos de criptomoedas e possibilita o evio de moedas para endereços como P2PKH, bech32 etc. O preço varia de R$520,00 á R$1.152,OO+ impostos.
  • Keepkey: Criada pela plataforma ShapeShift , tem produção de chaves privadas e possui integração com a plataforma própria, fazendo com que as criptomoedas se tornem mais práticas. O valor desse dispositivo fica em torno de R $ 150,22 + impostos.

3- Carteira Mobile: São tipos de carteiras que tem funcionamento através de aplicativo no celular. Através dele, você tem o controle de ativos. Porém, é necessário tomar bastante cuidado, pois tem casos que acontecem perdas do celular e invasão de hacker no sistema.

4- Paper Wallet: Por ser a cópia física da chave privada, é também considerada uma das opções mais seguras de armazenamento. O principal risco é caso ocorra a perda desse papel.

4 aplicativos de carteiras mobile

Ok, no decorrer da leitura, abordamos sobre os tipos existentes de carteiras, mas você sabe os nomes dos aplicativos dessas inovadoras carteiras digitais? Se a resposta for NÃO, iremos fornecer 2 listas abaixo. A 1° com nomes de carteiras mobile e 2° nomes de versão desktop.

Electrum: A mais antiga carteira mobile existente. Infelizmente, já houve casos de ataques e roubo de criptomoedas, na versão Android. ( O app também é disponibilizado em desktop ).

BRD: Antiga Breadwallet, bastante conhecida e conta com suporte diversificado á criptomoedas.

FreeWallet: Permite troca direta entre criptomoedas e token ERC-20. Disponível para Android e IOS.

Truste Wallet: Aplicativo de celular que administra moedas e tokens, e permite ao usuário o controle total das chaves. Permite que o usuário também tenha uma cópia de segurança dos ativos digitais, facilitando a administração da carteira digital. Funciona com as plataformas descentralizadas.

2 APLICATIVOS PARA VERSÃO DESKTOP de Carteira de criptomoedas

Exodus Wallet: Uma das carteiras mais completas, permitindo o armazenamentos de múltiplas criptomoedas e muito mais.

Bitcoin Core: Oficial do Bitcoin, primeira carteira lançada em 2009 por Nakamoto, juntamente com a moeda Bitcoin, sendo a mais segura entre as carteiras na versão desktop.

Extensões de navegador para cartera cripto

MetaMask: Plug-in para usuários que permite a interação facilitada com DApps na plataforma blockchain Ethereum. Ou seja, o MetaMask cria carteira de criptomoedas e também faz o controle de interações do usuário com a DApp.

Torus Chrome: Lançado pela Torus Lab, com objetivo de facilitar o acesso do usuário á carteira. Permite o uso de aplicativos descentralizados ( DApps) dentro do Chrome. A extensão do Torus está integrado na própria carteira, ou seja, clicou no Google, logou.

Binance Chain: Pode enviar e receber fundos, podendo também integrar com outros produtos da Binance Chain, a fim de autenticação e assinatura de transações. As chaves são armazenadas no espaço de armazenamento da extensão, e são criptografadas com a senha do usuário.

DIVISÕES DA CARTEIRA de CRIPTOmoedas E SUAS VANTAGENS E DESVANTAGENS

Cold Wallets (Desktop, Papel): Por serem carteiras desconectadas da internet, faz com que seja uma opção de armazenamento e, longo prazo, então, considera-se uma vantagem. A necessidade da internet nesse sistema é somente quando precisar enviar criptomoedas e toda a transação é realizada dentro da blockchain. Porém, o processo de configuração e conexão é demorado e acaba se tornando uma desvantagem, além do preço dos dispositivos não serem muito devolvidos.

Hot Wallets ( Celular ): A principal vantagem é que as carteiras permitem que você faça trade de cripto em qualquer parte do mundo, também implementadas em diversos serviços. Esse tipo de carteira é gratuita, online e conveniente, pois quase todo mundo faz uso de smarthphone. Porém, como desvantagem há a possibilidade da invasão de hackers, acarretando no roubo e perda total das moedas.

Recomendações para ambos:

CodlWallets é mais segura para grande armazenamento de ativos, enquanto as Hotwallets são mais acessíveis e recomendadas para quem acessa com mais frequência.

Veja, quanta diversidade de sistemas, não é verdade?

Quantos nomes diferentes, e quão abrangente foi o artigo sobre esses sistemas, não é mesmo? Me diz, o que mais lhe chamou atenção neste artigo?

Lembrando que a nossa missão é abordar o assunto da melhor e mais simplificada forma, a fim de que o leitor adquira conhecimento e sane suas dúvidas.

Compartilhe com aquele amigo que tem interesse em conhecer sobre o assunto. Conto com sua interação, compartilhamento e sugestões. Até a próxima, querido e fiel leitor!

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Previous Post

Blockchain: Mais que uma tecnologia das criptos

Next Post

Quais as diferenças entre criptomoedas e as moedas fiduciárias?